Ainda é possível receber o teto do INSS?

Imagem por @asierromero / freepik

Se aposentar com o teto do INSS é o sonho de muitos brasileiros, em 2022 esse valor é de R$ 7.087,22. Mas uma pergunta que surge é: se é possível se aposentar com o teto do INSS, e como conseguir se aposentar com um bom valor?

Mas antes de tudo vamos te explicar o que é esse famoso teto. O teto do INSS nada mais é que um limite nos valores a serem pagos aos beneficiários de aposentadorias, pensões ou qualquer outro benefício concedido dentro das regras do INSS.

Os valores a serem pagos a esses beneficiários variam entre o salário mínimo (ninguém pode receber abaixo) e o teto (ninguém pode receber acima).

Como o valor do teto é estipulado?

Todos os anos o INSS atualiza o valor do teto com base na inflação acumulada ao longo do ano anterior. Então como o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) fechou o ano de 2021 com alta acumulada de 10,16%, o novo limite máximo para os benefícios da previdência é de R$ 7.087,22 em 2022.

Com o aumento de 10,16% o salário mínimo também foi reajustado, passando de R$ 1.100 para R$ 1.212, valor que vigora desde o dia 1º de janeiro de 2022.Como receber o Teto do INSS?Para você conseguir receber o teto ou pelo menos próximo dele, é necessários levar em consideração diversos fatores como, tempo de contribuição, valor de contribuição, idade, expectativa de vida, entre outros.

Mas já adianto que essa missão não é nada fácil. Pois com as mudanças trazidas pela Reforma da Previdência, o cálculo da aposentadoria do trabalhador ficou mais complicado.

Basicamente para você conseguir se aposentar recebendo o teto ou próximo dele, você deverá contribuir com valores bem altos por pelo menos 40 anos.

Porém muitas pessoas se decepcionam… na lógica quem contribuiu a vida toda pelo teto do INSS teria ter direito ao valor máximo de aposentadoria.

Porém na prática isso não é bem assim, pois os índices de correção aplicados aos valores do INSS mudaram muito ao longo dos anos. 

Agora a base do cálculo para a concessão das aposentadorias, pensões e demais benefícios previdenciários utiliza a média de todas as contribuições desde 1994, regra que tem dificultado o recebimento da aposentadoria no valor do teto do INSS.

Antes da reforma esse feito era mais fácil, pois eram descartados os seus 20% menores salários de contribuição na hora de calcular a sua aposentadoria.Agora como todos os seus salários de contribuição entram no cálculo, para receber o teto do INSS você precisa que a média dos seus salários de contribuição seja equivalente ao teto do INSS e preencher os requisitos de alguma aposentadoria com valor equivalente a 100% da média dos seus salários de contribuição.

Fonte: https://www.jornalcontabil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *