ManausPolítica

Bolsonaro fala em “nossa Zona Franca” após receber apoio de David Almeida

David Almeida foi recebido por Jair Bolsonaro no Palácio do Alvorada

David afirmou que obteve as respostas necessárias em relação à Zona Franca de Manaus e por isso vai apoiá-lo no seguindo turno.

O prefeito de Manaus David Almeida e o presidente Jair Bolsonaro estiveram reunidos nesta manhã em Brasília, no Palácio do Alvorada, onde foi selado o apoio do gestor municipal à reeleição do presidente.

Em vídeo divulgado pela equipe de David Almeida, ele afirma que “estamos trabalhando nesse segundo turno e peço sua ajuda, seu apoio e seu voto para presidente 22 e governador 44, Wilson Lima”, diz David ao lado de Bolsonaro. 

O presidente, por sua vez, diz que a união acontece “por Manaus, pelo Amazonas e pela nossa Zona Franca vamos estar juntos. (…) A gente agradece mais um empenho, mais uma força, pra gente garantir a nossa reeleição e também a do governador Wilson Lima, para que o Brasil e o Amazonas estejam irmanados no mesmo ideal”, diz Bolsonaro. 

Esta é a primeira vez que David e Bolsonaro se reúnem desde o início deste ano, quando o Ministério da Economia passou a editar seguidos decretos prejudiciais à Zona Franca de Manaus. Naquele momento, David Almeida passou a subir o tom contra o Governo Federal e acabou se distanciando da base de Bolsonaro no Amazonas. 

Depois de declarar voto em Simone Tebet no primeiro turno, David, que se define como conservador e de direita, buscou reaproximação com o presidente da República e sinalizou o apoio a ele, tal qual faz o governador Wilson Lima, que também busca a reeleição e é aliado de David Almeida. “No primeiro turno não caminhei com o presidente, isso é fato, mas agora tratando sobre o futuro do nosso País, investimentos na Zona Franca de Manaus, obtive do presidente aquilo que o povo do Amazonas precisava ouvir: resguardadas as vantagens do nosso modelo de desenvolvimento, que preserva 97% da Floresta Amazônica”, disse David Almeida em entrevista coletiva, destacando ainda o fato de que a Zona Franca devolve 

David foi questionado sobre sua decisão ser contrária à do Avante, que manifestou apoio ao ex-presidente Lula na disputa eleitoral. “Eu já caminho com o presidente Bolsonaro desde 2015, quando ele era deputado. Eu comungo dos pensamentos dele. O que eu estava divergindo era em relação à Zona Franca e obtive as respostas necessárias. O Avante caminha de um lado diferente mas eu tenho minha autonomia dentro do partido para escolher quem vai governar o nosso País”, justificou. 

acritica.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *