Deslizamentos deixam mais de 30 mortos no Recife, e desabrigados chegam a quase mil

JOÃO CARLOS MAZELLA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A Defesa Civil de Pernambuco confirmou que 30 pessoas morreram em deslizamentos no Recife em razão das fortes chuvas que atingem a capital e o estado e afetam 32 mil pessoas em áreas de risco. O número de desabrigados se aproxima de mil. Uma tempestade que se intensificou na sexta-feira (27) ficou ainda mais severa neste sábado (28) e alagou ruas, invadiu casas, deixou pessoas a pé e de carro ilhadas.

De acordo com a assessoria da Organização Social de Saúde Hospital do Tricentenário, que administra hospitais e unidades de pronto atendimento na capital pernambucana, na Unidade de Pronto Atendimento de Ibura 20 óbitos foram registrados, sendo 14 adultos e 6 crianças.

Na UPA de Curado, outros dois óbitos foram confirmados, de bebês de 1 e 2 anos de idade. O acúmulo de água na pista gerou o fechamento do Aeroporto do Recife. No centro da cidade, ruas alagadas pararam o trânsito nas principais vias. Os outros óbitos ocorreram nas últimas 24 horas.

Na periferia ocorreram as maiores perdas, com deslizamentos derrubando casas e soterrando pessoas. A Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) emitiu alerta sobre a ocorrência de pancadas de chuva fortes nas regiões da Zona da Mata (norte e sul), na região metropolitana do Recife e no agreste do estado.

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), determinou a abertura de escolas para a população desabrigada, que já se aproxima de mil pessoas.

Forças Armadas

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara, decidiu antecipar a nomeação de 92 soldados do Corpo de Bombeiros para que eles ajudem nos trabalhos de resgate aos feridos, sobreviventes e nas buscas por pessoas soterradas. A posse estava prevista para o dia 6 de junho. Além disso, o chefe do Executivo local pediu ajuda para as Forças Armadas.

Paulo Câmara informou que solicitou pessoal, veículos, aeronaves, e demais equipamentos ao Comando Militar do Nordeste. “Mobilizamos todo o efetivo do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil Estadual, da Polícia Militar e da Assistência Social para o suporte aos municípios no atendimento às vítimas das chuvas. Estamos adiantando a nomeação dos novos soldados dos Bombeiros e também solicitei o apoio do Comando Militar do Nordeste”, afirmou Câmara.

Fonte da Informação: R7.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *