Brasil

Ex-doleiro Alberto Youssef é preso novamente por suspeita de não devolver valores ilícitos na Operação Lava Jato

Reprodução Poder 360

O ex-doleiro Alberto Youssef, um dos principais personagens da Operação Lava Jato, foi preso novamente por ordem do juiz federal Eduardo Fernando Appio, da 13ª Vara Federal de Curitiba. A prisão é preventiva e foi determinada nesta segunda-feira (20), no âmbito de um processo de representação fiscal para fins penais aberto pela Receita Federal. De acordo com a denúncia, Youssef não devolveu todos os valores ilicitamente beneficiados e não informou à Justiça Federal seu endereço atualizado. Ele foi encontrado em Itapoá (SC) e será levado para Joinville (SC), antes de seguir para Curitiba.

Youssef já havia sido preso durante a primeira fase da Lava Jato, e sua delação premiada fortaleceu o início das investigações que levaram à prisão de diversas pessoas envolvidas no esquema de corrupção, incluindo o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa. Conforme o juiz Appio, as atuais condições de vida de Youssef são incompatíveis com a situação da maioria dos cidadãos brasileiros, e seu status privilegiado é evidenciado pelo fato de possuir diversos endereços e morar na praia.

A Operação Lava Jato é considerada a maior investigação de corrupção da história do país, tendo recuperado mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos e condenado 174 pessoas, incluindo em 1ª e 2ª instâncias. O esquema de corrupção, de acordo com o Tribunal de Contas da União, causou prejuízos de R$ 18 bilhões à Petrobras.

Informação: Horabrasilia.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *