Amazonas

IFAM inaugura trilha ecológica em parceria com empresas do Distrito Industrial

 (Foto: Junio Matos)
(Foto: Junio Matos)

O Instituto Federal de Educação do Amazonas – IFAM, em parceria com Samsung, INPA e Flex Industries, inaugurou na manhã desta quinta-feira (23), uma trilha ecológica no campus do Distrito Industrial, zona leste de Manaus. Batizado de Saimiri, a trilha conta com 600m e dispõe de 8 QR codes ao longo do caminho com informações sobre o trajeto.

Para a professora e coordenadora do projeto, Ana Lúcia Machado, a trilha tem o objetivo de aliar tecnologia e meio ambiente para os alunos e pesquisadores do IFAM. “Desde 2014 eu observo essa área e eu desenvolvo pequenos projetos de iniciação científica, mas para fazer um projeto dessa magnitude, precisamos de investimentos financeiros, então foram duas empresas, que utilizam recursos de PD & I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) e que podem investir nos institutos de pesquisa. Dentro desse aporte da Indústria, fizemos o acesso do nosso observatório natural onde nossos alunos da pós-graduação vão desenvolver projetos para recuperar a área e gerar um produto de tecnologia e meio ambiente”, disse a professora. 

(Foto: Junio Matos)
(Foto: Junio Matos)

Segundo o pesquisador Guilherme Matos, apesar da trilha ser relativamente pequena, a área é bem completa e dispõe de uma grande biodiversidade, inclusive para ensinar educação ambiental. “Poucas pessoas conhecem sobre a pesquisa na Amazônia e os próprios amazônidas nunca viram um tucumanzeiro, não conhecem a paxiúba e nem o macaco-de-cheiro [Saimiri sciureus – que dá o nome à trilha]. Apesar de ser uma área pequena, podemos observar uma grande variedade de espécies nesta região. A trilha tem várias frentes e uma delas é em relação à questão da educação ambiental e ensinar que dá para conciliar desenvolvimento tecnológico com sustentabilidade e mostrar para o estudante e o visitante que ele pode conhecer bastante coisa nessa pequena área, que é bastante acessível pois fica dentro da própria cidade de Manaus”, apontou. 

(Foto: Junio matos)
(Foto: Junio matos)

A professora Ana conta, ainda, que inicialmente a trilha será para uso dos alunos do IFAM e pesquisadores, mas que futuramente serão desenvolvidos outros projetos para abrir ao público externo. “Atualmente a trilha é aberta aos alunos do IFAM, mas futuramente temos planos de abrí-la para o público, principalmente para os estrangeiros que vem à trabalho pelo Distrito e querem conhecer a floresta, pois aqui temos a floresta no quintal deles”, finalizou a coordenadora.

Informação: acritica.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *