Junho Violeta: Sejusc destaca mês de combate à violência contra a pessoa idosa com iluminação da fachada do Teatro Amazonas

Com o intuito de conscientizar a sociedade sobre a violência contra a pessoa idosa no estado, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) realizou, nesta quarta-feira (1º/06), um ato público de iluminação da fachada do Teatro Amazonas, em alusão à campanha Junho Violeta. A iniciativa ocorreu no Largo de São Sebastião, no Centro de Manaus.

Coordenada pela Secretaria Executiva Adjunta de Direitos da Pessoa Idosa (Seadpi), a ação tem o objetivo de promover a conscientização sobre o crescente número de idosos que são acometidos por algum tipo de violência. E contou com distribuição de panfletos informativos sobre as unidades de atendimento.

O secretário titular da Sejusc, Emerson Lima, ressaltou que o Governo do Amazonas busca, através de políticas públicas, proteger os idosos; e aproveitou para destacar a rede de proteção.“O governador Wilson Lima, por meio de serviços de proteção, visa combater a violência contra a pessoa idosa no Amazonas. Nossa missão é proteger essa classe que tanto precisa do nosso apoio e vamos continuar lutando para garantir seus direitos”, disse o gestor.A psicóloga da Seadpi, Mariana dos Santos, falou da importância dessa iniciativa de combate a todos os tipos de violência contra os idosos do Amazonas.“Hoje estamos dando início ao Junho Violeta.

É superimportante a gente falar desse tema e trazer atividades voltadas à prevenção da violência contra o idoso, porque a gente consegue atingir gerações para que, futuramente, tratem o idoso com mais respeito e sensibilidade. E assim, a gente consegue, também, disseminar informação e conhecimento, para proporcionar um envelhecimento saudável e uma boa qualidade de vida aos nossos idosos”, ressaltou Mariana.

Respeito –

O vice-presidente do Conselho Estadual do Idoso (CEI), Jorge Wagner, reforçou que o respeito para com os idosos é primordial para combater a violência contra eles.“Nós estamos todos reunidos aqui para chamar atenção da sociedade e, assim, educarmos principalmente nossa família. Dizer que é possível sim, pararmos a violência, mostrando para todos que temos que respeitar as pessoas mais velhas. Fazendo isso, estamos fazendo nosso papel, pois sempre digo, respeitar o idoso é respeitar nós mesmos”, disse Jorge.

Números – 

Nos últimos três anos, mais de 5,7 mil idosos em situação de vulnerabilidade ou risco social foram atendidos pela Seadpi, por meio do Centro Integrado de Proteção da Pessoa Idosa (Cipdi).ConscientizaçãoO Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa foi criado em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa.

informação: Governo do Amazonas/Sejusc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *