Destaque

MPSP pede internação provisória de adolescente responsável por ataque em escola

ANDRé RIBEIRO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Ministério Público de São Paulo (MPSP) pediu a internação provisória do adolescente responsável pelo brutal ataque a faca que ocorreu na Escola Estadual Thomazia Montoro na manhã de segunda-feira (27). A solicitação da promotora Luciana de Paula Leite Rocha Del Campo, da Promotoria de Justiça da Infância e Juventude da Capital, aguarda retorno do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

Em resposta, o Grupo de Atuação Especial de Educação do MPSP divulgou uma nota lamentando o ocorrido e reforçando a necessidade de proteção da escola e pacificação dos conflitos com o protagonismo da comunidade escolar.

“É inaceitável que um ato de violência como esse tenha ocorrido em uma escola, um local que deveria ser seguro e acolhedor para estudantes e professores”, disse o órgão em comunicado. “Precisamos fortalecer os mecanismos de proteção da escola e de pacificação dos conflitos, com o protagonismo da comunidade escolar, mediante a construção coletiva dos projetos políticos pedagógicos, organização dos conselhos de escola e grêmios estudantis e formação dos profissionais da educação para mediação de conflitos.”

Segundo o MPSP, o Geduc instaurou um procedimento específico para avaliar os aspectos do funcionamento da escola e das circunstâncias que possam ter contribuído para o desfecho violento. A entidade também expressou sua solidariedade às vítimas, familiares, alunos e professores afetados pelo trágico evento.

A professora Elisabeth Tenreiro, de 71 anos, foi atacada pelas costas e faleceu em decorrência dos ferimentos. O estudante do oitavo ano do ensino fundamental foi apreendido pela polícia e a investigação segue em andamento.

Informação: horabrasilia.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *