Saúde

Prefeitura de Codajás lança Plano Municipal de Operacionalização de Vacinação Contra Covid-19

A Secretaria Municipal de Saúde de Codajás, por meio da coordenação do programa de imunização (PNI) e da secretaria de vigilância em saúde apresenta o Plano Municipal de Operacionalização de Vacinação Contra Covid-19 no Município de Codajás, seguindo as notas técnicas e diretrizes do ministério da saúde.

O Programa Nacional de Imunização (PNI) é responsável pela Política Nacional de Imunizações e tem como missão reduzir a morbimortalidade por doenças imunopreviniveis, com fortalecimento de ações integradas de vigilância em saúde para promoção, proteção e prevenção em saúde da população brasileira. É um dos maiores programas de vacinação do mundo, sendo reconhecido nacional e internacionalmente, atendendo milhões de pessoas, é um patrimônio do estado brasileiro, mantido pelo comprometimento e dedicação dos profissionais de saúde, e de toda população.

Mulher segura frasco rotulado como de vacina para Covid-19 em foto de ilustração 10/04/2020 REUTERS/Dado Ruvic

Seguindo com o mesmo objetivo, instituir normas de como o município irá executar as ações de imunização e estará pautado com bases nas diretrizes do Plano Nacional e Estadual de vacinação contra a COVID-19.

Sobre a covid-19

A covid-19 é a maior pandemia da história recente da humanidade, causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), que causa infecção respiratória aguda potencialmente grave. Trata-se de uma doença respiratória de elevada transmissibilidade e distribuição global, provocada por vírus, a transmissão geralmente ocorre a partir da liberação de gotículas contaminadas com o vírus de pessoas doentes de Covid-19, ao tossir ou espirrar.

O Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias, o Sars-Cov-2) foi descoberto em 31 de dezembro de 2019 após casos registrados na china. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 40% das pessoas têm a forma leve ou moderada da doença, porém aproximadamente 15% delas desenvolvem a doença severa necessitando de suporte de oxigênio.

Tem-se ainda que 5% da população que é afetada com a forma grave da doença e pode vir a desenvolver além das complicações respiratórias, complicações sistêmicas como trombose, complicações cardíacas e renais, sepse e choque séptico. Para conseguir atingir o objetivo de mitigação dos impactos da pandemia, diversos países e empresas farmacêuticas estão empreendendo esforços na produção de uma vacina segura e eficaz contra a covid-19.

O planejamento da vacinação nacional é orientado em conformidade com o registro e licenciamento de vacinas, que no Brasil é de atribuição da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), conforme Lei nº 6.360/1976 e regulamentos técnicos como RDC nº 55/2010, RDC 348/2020 e RDC nº 415/2020. Ressalta-se ainda a RDC nº 444, de 10 de dezembro de 2020, que estabelece a autorização temporária de uso emergencial, em caráter experimental, de vacinas COVID-19 para o enfrentamento da emergência de saúde pública de importância nacional, decorrente do surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2).

Em Codajás o plano de vacinação avançará de acordo com suas fazes planejadas seguindo o Plano Operacional da Campanha de Vacinação Contra a COVID-19 do estado publicado no dia 17 de Janeiro deste ano.

Objetivo geral

• Estabelecer as ações e estratégias para a operacionalização da vacinação contra a covid-19 no município de Codajás e áreas adjacentes

Objetivos específicos

• Apresentar a população-alvo e grupos prioritários para vacinação;

• Otimizar os recursos existentes por meio de planejamento e programação oportunos para operacionalização da vacinação no município;

• Orientar as equipes Estratégia Saúde da Família e suas respectivas áreas de abrangência para planejamento da vacinação contra COVID-19 no âmbito municipal;

• Envolver toda equipe da estratégia saúde da família, como enfermeiros, medico, técnico de enfermagem, agentes comunitário para um levantamento do total de idosos em sua área de abrangência;

• Monitorar os Eventos Adversos Pós-vacinação;

• Monitorar o alcance de metas estabelecidas para cada grupo assim como o cumprimento de cada fase dos grupos prioritários.

Estratégias para vacinação

• Nesse primeiro momento o município propõe para esta campanha estratégias e táticas para a vacinação, de acordo com as fases, os grupos prioritários e o cronograma estipulado pelo Ministério da Saúde e pela Secretária de Saúde do Amazonas;

•  Ampliação da força de trabalho a fim de evitar filas e aglomerações nos locais de vacinação;

• Informatizar salas de vacina, para envio da produção on-line;

• Realizar vacinação em locais em que estejam os grupos prioritários como nos locais de trabalho dos profissionais de saúde (Hospital e Atenção Básica);

• Descentralização da vacinas nas Unidades Básica de Saúde, onde cada equipe ficará responsável pela estratégia de vacinação de sua população alvo;

• Realizar vacinação domiciliar, especialmente para os idosos e acamados com dificuldade de locomoção;

• Viabilizar horário estendido de vacinação;

• Incluir enfermeiros (as) e técnicos (as) de enfermagem nas vacinações;

• Realização de vacinação extramuro, através das estratégias em locais abertos, ventilados e de fácil acesso a população em parceria com outras instituições privadas locais;

• Capacitação em tempo hábil para os profissionais envolvidos na vacina;

• Vacinação domiciliar em toda área rural

Metas de vacinação

Tendo em vista o objetivo principal da vacinação, reduzir casos graves óbitos pela covid-19 é fundamental alcançar altas homogêneas coberturas vacinais, no entanto os esforços devem ser voltados para população alvo. Portanto o PNI do município designou como meta vacinar 90% da população alvo de cada grupo, uma vez que é de se esperar que uma pequena parcela apresente contraindicações ou resistência e recusa á vacina.

Grupos prioritários

Fase da Vacinação GRUPOS PRIORITÁRIOS

1a FASE Trabalhadores de Saúde

 Pessoas de 80 anos ou mais

 Pessoas de 75 a 79 anos

2a FASE Pessoas de 70 a 74 anos

 Pessoas de 65 a 69 anos

 Pessoas de 60 a 64 anos

3a FASE Pessoas com Comorbidades*

4a FASE Povos e Comunidades Tradicionais Ribeirinhas

 Pessoas com Deficiências Permanente Grave

 Funcionário do Sistema de Privação de Liberdade

 População Privada de Liberdade

 Forças de Segurança e Salvamento

 Pessoas em Situação de Rua

 Trabalhadores de Educação do Ensino Básico

 Trabalhadores de Educação do Ensino Superior

 Caminhoneiros

 Trabalhadores de Transporte de Aquaviário

 Passageiros Urbano e de Longo Curso

Recursos humanos

• Para a realização desta campanha de vacinação contra COVID-19 será necessário à utilização da estratégia de vacinação nas salas de vacinas e extramuros;

• Incluí-los na campanha como vacinadores onde os profissionais de saúde que são habilitados na aplicação de medicamentos injetáveis (vacinadores, enfermeiros, técnicos de enfermagem), desde que instruídos, poderão fazer parte da equipe responsável pela execução da aplicação da vacina.

Comunicação, informação e mobilização social

• A Secretaria Municipal de Saúde junto com a Secretaria Municipal de Comunicação irá definir uma estratégia com o intuito de informação e conscientização a população sobre a confiabilidade na vacinação;

• Articulação com as mídias locais, rádio, redes sociais;

• Realizar ampla divulgação sobre a vacinação com orientações especificas para o publico alvo como apresentação do cartão de vacinação, CPF e CNS;

Monitoramento

O monitoramento de cada dose aplicada deve ser individualizado, para controle e evitar a vacinação inadvertida com possíveis imunobiológicos incompatíveis, tanto com insumos comprados em campanhas municipais, estaduais ou pelo PNI, e mesmo pelas unidades privadas, caso sejam passíveis de integração. Assim como o monitoramento da dose aplicada quanto dos eventos adversos pós-vacinais.

Seguindo orientação da Nota Técnica .º 05/2021/DVE/DITEC/FVS-AM dia 24.01.2021, os registros nominal dos vacinados deverá ser realizado através do sistema de informação SI-PNI, em tempo hábil definido pelo Ministério da Saúde, conforme a orientações estabelecidas na Nota Informativa nº 1/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS (anexos I,II,III). Assim como diarariamente pelo formulário eletrônico disponivel em (https://bityli.com/vacina-amazona).

Acessibilidade às vacinas contra a covid-19

A realização da campanha se dará nas salas de vacina que funciona nas sete (07) Unidades Básicas de Saúde disponibilizada em cada bairro, Ana Geruza, São Francisco, Miriam Pereira Quaresma, João Sampaio Filho, Raimunda Dantas, Nova Esperança e Unidade Fluvial João Sampaio Filho além de ações extramuros.

A Secretaria Municipal de Saúde se organizará e administrará a primeira dose da vacina nos profissionais de saúde e equipe que estão atuando na linha de frente do combate ao covi-19, objetivando os imunizar seguindo as regras sanitárias de prevenção ao agente causador da referida patologia.

Ressaltamos que conforme as próximas doses forem disponibilizadas, para abrangermos o restante do público alvo, seguidas de suas respectivas notas técnicas, atualizaremos o presente plano municipal de imunização contra a Covid-19.

Logística e capacidade de armazenamento de vacinas

O município dispõe atualmente de sete (07) salas de vacinas distribuídas em  sete (07) unidades de saúde. As salas de vacina recebem assessoramento técnico do Departamento de  Setor do Programa de Imunização – PNI e ainda existe a Rede de Frio, localizada no hospital geral de Codajás, que tem como atribuição o armazenamento, conservação, distribuição, oferecendo condições adequadas de refrigeração até sua entrega nas salas de vacina dos serviços de saúde do município. A Rede de Frios do DEVISA conta com ambiente climatizado 24 horas, com motor de luz próprio, na falta de energia, com uma geladeira emprestada para hospital com capacidade para 280 litros.

Coordenação municipal do Programa Nacional de Imunização – PNI se disponibiliza para sanar quaisquer dúvidas advindas sobre a presente campanha.

Aislan Nascimento Ruela

Secretário Municipal de Saúde de Codajás

Marly Gonçalves de Oliveira

Coordenadora Municipal do Programa Nacional de Imunização

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Imunização e Doenças Transmissíveis. Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações. 2020. Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

AMAZONAS. Secretaria de Estado de Saúde. Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas. 2021. PLANO OPERACIONAL DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19. 2021

One thought on “Prefeitura de Codajás lança Plano Municipal de Operacionalização de Vacinação Contra Covid-19

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *