Servidores denunciam diretora do HPS 28 de Agosto

As principais denúncias são de perseguição e contratação de empresas sem licitação.

Funcionários do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto denunciam que estão sendo coagidos pela atual diretora JÚLIA FERNANDA MIRANDA MARQUES para que não falem sobre o que está acontecendo dentro da unidade hospitalar.

Os que se encorajam a denunciar as falcatruas da atual diretora, a enfermeira Júlia Marques, são demitidos do hospital.

Muitos esquemas ilícitos estão enchendo os bolsos de Júlia, que vem ostentando com viagens a vários estados Brasileiros e inclusive, viajem até pra Flórida nos estados unidos, além de ter adquirido um automóvel de modelo BMW, que segundo relatos de funcionários do hospital, que nos corredores só se comenta as denúncias de regalias da Diretora. Os funcionários batizaram e se relacionam a Júlia como a estrela do 28 de Agosto.

As denúncias apontam que a atual diretora está fazendo acordos com as cooperativas de classe que prestam serviços no HPS 28 de Agosto em troca de mantê-los dentro da unidade. Além disso, está fazendo dispensa de outras empresas e realizando novas contratações com dispensa de licitação.

Segundo relatos dos servidores, as empresas tem que pagar um caixa 2 pra a Diretora para que elas possam entrar no esquema sem a devida licitação e sem a devida publicação em diário oficial do Estado.

Funcionários relatam ainda que além da diretora, a gerente de enfermagem do Hospital, enfermeira Dulcilene Menezes, mais conhecida como Dulce também está ostentando com carro de luxo e viagens patrocinados pela diretora, e que ao invés de estar trabalhando, a mesma chega tarde ao local de trabalho e sai cedo, enquanto o hospital está passando por muitos problemas técnicos e administrativos por conta de uma má e corrupta gestão.

Os funcionários pedem que uma comissão de deputados estaduais e vereadores visitem a unidade hospitalar, para que possam acompanhar o que está acontecendo no HPS 28 de Agosto.

Segundo os funcionários, o deputado estadual Wilker Barreto (PODEMOS) que na gestão passada estava sempre denunciando os descasos que aconteciam no HPS, com a troca de direção sumiu da unidade hospitalar, enquanto nenhuma providencia administrativa por conta do governo é tomada, Júlia Marques vem pintando e bordando dentro do hospital promovendo extorsão com várias empresas, a mesma ainda ameaça as empresas que se não pagarem serão cortadas.

Júlia já teve processo julgado pelo TCE por indícios de irregularidade na unidade em que trabalhava, o Hospital da Criança.

Os funcionários alegam que as últimas duas empresas que entraram para prestar serviços no hospital de “maqueiro e agente de portaria” tem vínculo com o esposo da Diretora.

Se formos prestar atenção, toda semana são denúncias do Hospital 28 de Agosto, de maus-tratos, negligências, falta de medicações e outras coisas, tudo isso é resultado dessa má gestão da Júlia Marques e do troca-troca de empresas que terceirizam pessoas despreparadas e resulta em tudo isso que vemos na imprensa constantemente.

Alguns funcionários relataram a nossa equipe de imprensa que irão ainda essa semana formalizar a denúncia no Ministério público, Controladoria, TCE e na Polícia Federal para que seja investigada de imediato a diretora Júlia Marques por improbabilidade administrativa, coação, extorsão e má administração pública.

Nossa equipe está apurando todas as provas que serão encaminhadas ao Ministério Público e aos demais órgãos de fiscalização competentes. Tentamos entrar em contato com a SES-AM, mas até o fechamento da matéria, não obtivemos retorno.

A pedido dos funcionários, iremos irá publicar nas próximas matérias, áudios de outras denúncias de negligencia de cooperativas que contrataram estagiários de totalmente despreparados e que segundo relatos dos mesmos, teve adulteração de um laudo por negligencia de manipulação de medicamentos inadequados a um paciente que veio a óbito.

Fonte: destaques am

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *